Páginas

domingo, 8 de abril de 2012

A primeira semana

No final desta semana há que fazer um balanço de como esta correu. Não foi uma semana normal, com a rotina de sempre, os afazeres de sempre e até mesmo com as pessoas de sempre. Esta semana foi diferente e posso mesmo dizer que começou um tanto ou quanto atribulada. Dormir não foi fácil na noite anterior, havia aquela excitação de começar algo novo, no entanto o acordar foi antes do despertador, após isso há que fazer toda uma rotina diária até estar pronta para sair de casa. Quando finalmente saio não vou lá muito confiante parece que falta sempre alguma coisa, mas só o descubro quando chego ao local e hora marcada e vejo que não há ninguém à minha espera mas ao fim de uns telefonemas lá sigo eu para a minha nova aventura. Chegada ao local há que conhecer toda a gente que se vai tornar familiar para mim nestes próximos meses, depois disso fui conhecer as instalações e isso sim foi mesmo o melhor. Estudar todos estes anos não nos dá ideia do que temos pela frente, apenas nos capacita a enfrentar algumas coisas. Ver uma linha de produção e saber distinguir todos os passos não é fácil, mas saber o que pode colocar em risco quem lá trabalha também não é pêra doce, mas acho que com o tempo chegamos lá. Feitas as apresentações instalei-me na minha secretária com o computador e já com algum trabalho para fazer, e posso mesmo dizer que estou a gostar. O ambiente no gabinete é bom, para além de ser um espaço com algumas plantas que dão vida ao local, os colegas e "supervisores" são bem dispostos e animados e sejamos sinceros, nos dias que correm é mesmo disso que precisamos! Para além do trabalho de mesa, vou fazer uma pequena visita à linha de produção todos os dias ou quase todos os dias, ver o que está menos bem e como se pode melhorar para que no final não haja incidentes que possa prejudicar o trabalho das centenas de pessoas que por lá passam. 
Todos os dias tem sido esta a minha nova rotina, estou a gostar e quero continuar a gostar. É diferente daquilo que sempre pensei que ia fazer mas que no final não me dizia nada. Como já me disse uma vez o professor Carlos, a licenciatura é apenas um ponto de partida para uma profissão e podemos mesmo vir a exercer noutra área que não a que estudamos. Agora percebo o que ele quiz dizer!

Sem comentários:

Enviar um comentário